Política de Privacidade

Estamos muito satisfeitos com o seu interesse pela nossa empresa. A protecção de dados é de particular importância para a gestão da Kardex AG. Em princípio, o uso das páginas do sítio da Kardex AG é possível sem qualquer indicação de dados pessoais. No entanto, se um titular de dados desejar usar os serviços especiais de nossa empresa por meio do nosso sítio, o tratamento de dados pessoais poderá ser necessário. Se o tratamento de dados pessoais for necessário e não houver base legal para tal processamento, solicitamos geralmente a autorização do titular dos dados.

 

O tratamento de dados pessoais, como o nome, endereço, endereço de e-mail ou número de telefone de um titular de dados ocorre sempre de acordo com o Regulamento Geral de Protecção de Dados, e em conformidade com as disposições específicas de protecção de dados de cada país aplicáveis à Kardex AG. Por meio desta política de privacidade, nossa empresa pretende informar o público sobre a natureza, extensão e finalidade das informações pessoais que recolhemos, usamos e processamos. Além disso, os titulares dos dados são informados sobre os seus direitos ao abrigo desta política de privacidade.

Como responsável pelo tratamento, a Kardex AG implementou inúmeras medidas técnicas e organizacionais para garantir a protecção mais completa possível dos dados pessoais processados através deste sítio. No entanto, por princípio, as transmissões de dados através da Internet podem ter falhas de segurança, de modo que a protecção absoluta não pode ser garantida. Por este motivo, todos os titulares de dados têm liberdade de nos enviar dados pessoais de formas alternativas, por exemplo, por telefone.

1. Definições

A política de privacidade da Kardex AG baseia-se nos termos usados pelo legislador europeu na adopção do Regulamento Geral de Protecção de Dados (RGPD). Nossa declaração de protecção de dados deve ser legível e compreensível para o público em geral, bem como para nossos clientes e parceiros de negócios. Para garantir isso, gostaríamos de, em primeiro lugar, explicar a terminologia usada.

Nesta política de protecção de dados, utilizamos, entre outros, os seguintes termos:

a) Dados pessoais

Dados pessoais referem-se a quaisquer informações relativas a uma pessoa singular identificada ou identificável (doravante “titular dos dados”). Considera-se identificável uma pessoa singular que, directa ou indirectamente, nomeadamente por associação a um identificador como um nome, um número de identificação, dados de localização, um identificador on-line ou uma ou mais características específicas, possa ser identificada por suas características físicas, fisiológicas, genéticas, psíquicas, económicas, culturais ou sociais.

b) Titular dos dados

Titular dos dados é qualquer pessoa singular identificada ou identificável, cujos dados pessoais são processados pelo responsável pelo tratamento.

c) Tratamento

Tratamento é qualquer operação ou conjunto de operações envolvendo dados pessoais, efectuadas ou não por meios automáticos, tais como recolha, registo, organização, estruturação, armazenamento, adaptação ou modificação, selecção, consulta, uso, divulgação por transmissão, divulgação ou qualquer outra forma de disponibilização, alinhamento ou combinação, bloqueio, apagamento ou destruição.

d) Restrição de tratamento

Restrição de tratamento é a marcação de dados pessoais armazenados com o objectivo de limitar seu tratamento no futuro.

e) Profiling

Caracterização de perfil (Profiling) é qualquer tipo de tratamento automatizado de dados pessoais que consiste em usar esses dados pessoais para avaliar determinados aspectos pessoais relacionados com uma pessoa singular, em particular para analisar ou prever aspectos relativos ao desempenho dessa pessoa singular no trabalho, situação económica, saúde, preferências pessoais, interesses, confiabilidade, comportamento, localização ou mudança de lugar.

f) Pseudonimização

A pseudonimização é o tratamento de dados pessoais de tal maneira que os dados pessoais não possam mais ser atribuídos a um titular específico de dados sem o uso de informações adicionais, contanto que essas informações adicionais sejam mantidas separadamente e estejam sujeitas a medidas técnicas e organizacionais, a fim de garantir que os dados pessoais não sejam atribuídos a uma pessoa singular identificada ou identificável.

g) Responsável ou Responsável pelo Tratamento

O responsável ou o responsável pelo tratamento é a pessoa singular ou colectiva, autoridade pública, organismo ou outro órgão que, individualmente ou em conjunto com outros, determina os objectivos e meios do tratamento de dados pessoais.

h) Subcontratante

Subcontratante é uma pessoa singular ou colectiva, autoridade pública, organismo ou outro órgão que trata dados pessoais por conta do responsável pelo tratamento.

i) Destinatário

Destinatário é uma pessoa singular ou colectiva, autoridade pública, organismo ou outro órgão para quem os dados pessoais são divulgados, sejam terceiros ou não. No entanto, as autoridades públicas que possivelmente recebem dados pessoais no âmbito de um inquérito específico, em conformidade com a legislação da União ou dos Estados-Membros, não são consideradas destinatárias.

j) Terceiro

Terceiro é uma pessoa singular ou colectiva, autoridade pública, organismo ou outro órgão que não seja o titular dos dados, o responsável pelo tratamento, o subcontratante e as pessoas que, sob a responsabilidade directa do responsável pelo tratamento ou do subcontratante, estão autorizadas a tratar os dados pessoais.

k) Consentimento

Consentimento é qualquer manifestação de vontade dada voluntariamente pelo titular dos dados, de uma maneira informada e inequívoca para o caso específico, na forma de uma declaração ou outra acção afirmativamente clara, com a qual o titular dos dados indica que concorda com o tratamento dos dados pessoais que lhe dizem respeito.

2. Nome e o endereço do responsável pelo tratamento

Responsável para efeitos do Regulamento Geral de Protecção de Dados (RGPD), de outras leis de protecção de dados aplicáveis nos Estados-Membros da União Europeia e de outras disposições relacionadas com a protecção de dados é:

Kardex Sistemas S.A.

Rua Dom António Barroso, 11

4050-060 Porto

Portugal

Phone: +34 91 677 93 69

E-mail: contact.remstar.pt(at)kardex.com

Website: https://www.kardex-remstar.pt


3. Nome e endereço do Encarregado de Protecção de dados

O encarregado de protecção de dados do responsável pelo tratamento é:

Kardex Sistemas S.A.

Rua Dom António Barroso, 11

4050-060 Porto

Portugal

Phone: +34 91 677 93 69

E-mail: contact.remstar.pt(at)kardex.com

Website: https://www.kardex-remstar.pt


Qualquer titular de dados pode a qualquer momento entrar directamente em contacto com nosso encarregado de protecção de dados, com perguntas ou sugestões sobre a protecção de dados.

4. Cookies

As páginas do sítio da Kardex AG usam cookies. Cookies são arquivos de texto que, por meio de um navegador da Internet, são arquivados e armazenados num sistema de computador.

Muitos sítios e servidores da Internet usam cookies. Muitos cookies contêm um chamado ID de cookie. Um ID de cookie é um identificador exclusivo do cookie. Ele consiste numa cadeia de caracteres através da qual os sítios e os servidores da Internet podem ser atribuídos ao navegador da Internet específico no qual o cookie foi armazenado. Isso permite que sítios e servidores da Internet visitados distingam o navegador individual do titular dos dados de outros navegadores da Internet que contenham outros cookies. Um navegador da Internet específico pode ser reconhecido e identificado usando o ID exclusivo do cookie.

Através do uso de cookies, a Kardex AG pode fornecer aos usuários deste sítio serviços mais acessíveis ​​que não seriam possíveis sem a configuração de cookies.

Por meio de um cookie, as informações e ofertas em nosso sítio podem ser optimizadas para benefício do usuário. Os cookies nos permitem, como mencionado anteriormente, reconhecer os usuários do nosso sítio. O objectivo desse reconhecimento é facilitar aos usuários a utilização do nosso sítio. O usuário do sítio que usa cookies não precisa, por exemplo, inserir os dados de acesso sempre que o sítio for visitado, isso porque esta acção é realizada pelo sítio e pelo cookie armazenado no sistema de computador do usuário. Outro exemplo é o cookie de um carrinho de compras de uma loja on-line. A loja on-line relembra os artigos que um cliente colocou no carrinho de compras virtual por meio de um cookie.

O titular dos dados pode, a qualquer momento, recusar-se a utilizar cookies através do nosso sítio, activando a respectiva configuração do seu navegador da Internet, a qual lhe permite recusar permanentemente a utilização de cookies. Além disso, os cookies já configurados podem ser excluídos a qualquer momento através de um navegador da Internet ou de outros programas de software. Isso é possível em todos os navegadores de Internet correntes. Se o titular dos dados desactivar a configuração de cookies no navegador da Internet utilizado, pode dar-se que nem todas as funções do nosso sítio funcionem correctamente.

5. Recolha de dados e informações gerais

O sítio da Kardex AG faz a recolha de uma série de dados e informações gerais, cada vez que o sítio é visitado por um titular de dados ou um sistema automatizado. Esses dados e informações gerais são armazenados nos arquivos de log do servidor. Recolhidos podem ser (1) os tipos de navegadores e versões utilizados, (2) o sistema operacional utilizado pelo sistema de acesso, (3) o sítio a partir do qual um sistema de acesso chega ao nosso sítio (os chamados referers), (4) os subsítios, que são controlados por meio de um sistema de acesso no nosso sítio (5) data e hora de acesso ao sítio da Internet, (6) um endereço de protocolo da Internet (endereço IP), (7) fornecedor de acesso à Internet do sistema de acesso e (8) quaisquer outros dados e informações que podem ser usados em caso de ataques aos nossos sistemas de tecnologia da informação.

Ao usar esses dados e informações gerais, a Kardex AG não tira quaisquer conclusões sobre o titular dos dados. Pelo contrário, estas informações são necessárias para (1) fornecer o conteúdo do nosso sítio correctamente, (2) optimizar o conteúdo do nosso sítio, bem como a publicidade, (3) garantir a funcionalidade contínua dos nossos sistemas de tecnologia da informação e da tecnologia do nosso sítio e (4) disponibilizar às autoridades policiais as informações necessárias para o processo criminal, no caso de um ciberataque. Portanto, o Kardex AG avalia estatisticamente os dados e as informações recolhidos de forma anónima, com o objectivo adicional de aumentar a protecção e a segurança dos dados da nossa empresa, e garantir um óptimo nível de protecção para os dados pessoais por nós tratados. Os dados anónimos dos arquivos de log do servidor são armazenados separadamente de todos os dados pessoais fornecidos por um titular de dados.

6. Possibilidade de contacto através do sítio

Devido a regulamentações legais, o sítio da Kardex AG contém informações que permitem um rápido contacto electrónico, bem como a comunicação directa com a nossa empresa, o que abrange também um endereço geral do chamado correio electrónico (e-mail). Se um titular de dados entrar em contacto com o responsável pelo tratamento por e-mail ou por meio de um formulário de contacto, os dados pessoais transmitidos pelo titular dos dados serão armazenados automaticamente. Esses dados pessoais transmitidos voluntariamente por um titular dos dados ao responsável pelo tratamento de dados são armazenados com o objectivo de processar ou entrar em contacto com o titular dos dados. Não há transferência desses dados pessoais para terceiros.

7. Eliminação de rotina e bloqueio de dados pessoais

O responsável pelo tratamento de dados tratará e armazenará os dados pessoais do titular dos dados apenas durante o período necessário para atingir a finalidade de armazenamento ou, conforme o caso, isto seja previsto pelo legislador europeu, ou outros legisladores, em leis ou regulamentos aos quais o responsável está sujeito.

Se o propósito de armazenamento não for aplicável ou se o período de armazenamento prescrito pelo legislador europeu ou outro legislador competente expirar, os dados pessoais são rotineiramente bloqueados ou apagados, de acordo com as disposições legais.

8. Direitos do titular dos dados

a) Direito de confirmação

Cada titular de dados tem o direito conferido pelo legislador europeu de obter do responsável pelo tratamento a confirmação de que os dados pessoais que lhe dizem respeito estão ou não a ser tratados. Se um titular de dados desejar se valer desse direito de confirmação, ele poderá, a qualquer momento, entrar em contacto com qualquer funcionário do responsável pelo tratamento de dados.

b) Direito de acesso

Cada titular de dados tem o direito conferido pelo legislador europeu de obter do responsável pelo tratamento, a qualquer momento, informações gratuitas sobre os seus dados pessoais armazenados e uma cópia dessas informações. Além disso, o legislador europeu concede ao titular dos dados o acesso às seguintes informações:

os propósitos do tratamento

as categorias dos dados pessoais que serão tratados

os destinatários ou categorias de destinatários a quem os dados pessoais foram ou serão divulgados, em especial os destinatários em países terceiros ou organizações internacionais

se possível o período previsto em que os dados pessoais serão armazenados ou, se não for possível, os critérios utilizados para determinar esse período

a existência de um direito à rectificação ou apagamento dos dados pessoais que lhe digam respeito ou à restrição do tratamento por parte do responsável ou do direito de se opor a tal tratamento.

a existência do direito de apresentar queixa junto a uma autoridade de supervisão

se os dados pessoais não forem recolhidos do titular dos dados: todas as informações disponíveis sobre a fonte dos dados

a existência de decisões automatizadas, incluindo a definição de perfis, referidas nos nºs 1 e 4 do artigo 22º do RGPD e, pelo menos nesses casos, informações significativas sobre a lógica em causa, bem como a importância e as consequências previstas do tratamento para o titular dos dados.

Além disso, o titular dos dados tem o direito de obter informações se os dados pessoais serão transferidos para um país terceiro ou para uma organização internacional. Se for esse o caso, o titular dos dados terá o direito de ser informado sobre as garantias adequadas relacionadas com a transferência.

Se um titular de dados desejar se valer desse direito de confirmação, ele poderá, a qualquer momento, entrar em contacto com qualquer funcionário do responsável pelo tratamento de dados.

c) Direito à rectificação

Cada titular de dados tem o direito conferido pelo legislador europeu de obter do responsável pelo tratamento, sem demora injustificada, a rectificação de dados pessoais incorrectos que lhe digam respeito. Além disso, tendo em conta os propósitos do tratamento, o titular dos dados tem o direito de solicitar a conclusão de dados pessoais incompletos, também por meio de uma declaração suplementar.

Se um titular de dados desejar se valer desse direito de confirmação, ele poderá, a qualquer momento, entrar em contacto com qualquer funcionário do responsável pelo tratamento de dados.

d) Direito de apagar (direito de ser esquecido)

Cada titular de dados tem o direito conferido pelo legislador europeu de obter do responsável pelo tratamento o apagamento imediato de dados pessoais que lhe digam respeito, desde que um dos seguintes motivos seja aplicável e o tratamento não seja necessário:

Os dados pessoais não são mais necessários para os fins para os quais foram recolhidos ou foram processados de outra forma.

O titular dos dados retira o consentimento no qual o tratamento se baseia, nos termos do artigo 6º, nº 1, alínea a), do RGPD, ou do artigo 9º, nº 2, alínea a), do RGPD, e quando não existe outro fundamento jurídico para o tratamento.

O titular dos dados se opõe ao tratamento nos termos do artigo 21º, nº 1, do RGPD, e não existem razões legítimas para o tratamento, ou o titular dos dados se opõe ao tratamento nos termos do artigo 21º, nº 2, do RGPD.

Os dados pessoais foram processados ilegalmente.

Os dados pessoais devem ser apagados para cumprimento de uma obrigação legal da legislação da União ou dos Estados-Membros à qual o responsável pelo tratamento está sujeito.

Os dados pessoais foram recolhidos no âmbito da oferta de serviços da sociedade da informação, de acordo com o artigo 8º, nº 1, do RGPD.

Se uma das razões acima mencionadas for aplicável e um titular de dados deseja solicitar o apagamento de seus dados pessoais conservados pela Kardex AG , o titular pode, a qualquer momento, entrar em contacto com qualquer funcionário do responsável pelo tratamento. O funcionário da Kardex AG garantirá que o pedido de eliminação seja cumprido imediatamente.

Tendo os dados pessoais sido divulgados pela Kardex AG e a nossa empresa, como responsável, for obrigada a excluir os dados pessoais nos termos do nº 1 do artigo 17º, do RGPD, a Kardex AG, tendo em conta a tecnologia disponível e os custos de implementação, tomará medidas apropriadas, também de natureza técnica, para informar outras entidades, que também processam os dados pessoais que foram divulgados, que o titular dos dados em questão solicitou dos demais responsáveis pelo tratamento de dados a eliminação de todos os links referentes a estes dados pessoais ou de cópias ou réplicas destes dados, contanto que o tratamento dos mesmos não seja necessário. O funcionário da Kardex AG providenciará o que for necessário para cada caso individual.

e) Direito à restrição do tratamento

Cada titular de dados tem o direito, conferido pelo legislador europeu, de obter do responsável pelo tratamento a restrição do tratamento, sempre que se verifique uma das seguintes situações:

A precisão dos dados pessoais é contestada pelo titular dos dados, durante um período que permite ao responsável verificar a exactidão dos dados pessoais.

O tratamento é ilegal e o titular dos dados se opõe ao apagamento dos dados pessoais e solicita, em vez disso, a restrição de seu uso.

O responsável pelo tratamento não precisa mais dos dados pessoais para fins de tratamento, mas eles são requeridos pelo titular dos dados para o estabelecimento, exercício ou defesa de reivindicações legais.

O titular dos dados opôs-se ao tratamento nos termos do artigo 21º, nº 1, do RGPD, e ainda não está claro se as razões legítimas do responsável pelo tratamento prevalecem sobre as do titular dos dados.

Se uma das condições acima mencionadas for atendida e um titular de dados deseja exigir a restrição de seus dados pessoais conservados pela Kardex AG, o titular pode, a qualquer momento, entrar em contacto com qualquer funcionário do responsável pelo tratamento. O funcionário da Kardex AG providenciará a restrição do tratamento.

f) Direito de portabilidade de dados

Cada titular de dados tem o direito, conferido pelo legislador europeu, de receber os seus dados pessoais, que foram fornecidos pelo titular de dados a um responsável pelo tratamento de dados, num formato estruturado, corrente e legível por máquina. Além disso, o titular de dados também tem o direito de transmitir esses dados a outro responsável pelo tratamento de dados, sem obstruções do responsável pelo tratamento de dados ao qual os dados foram fornecidos, desde que o tratamento se baseie no consentimento previsto no artigo 6º, nº 1, alínea a), do RGPD, ou a alínea a) do nº 2 do artigo 9º, do RGPD, ou num contrato nos termos do artigo 6º, nº 1, alínea b), do RGPD, e o tratamento é efectuada por meios automatizados, desde que o tratamento não seja necessário para o desempenho de uma tarefa de interesse público ou no exercício do poder público, outorgado à pessoa responsável.

Além disso, ao exercer o seu direito à portabilidade de dados, nos termos do artigo 20º, nº 1, do RGPD, o titular dos dados tem o direito de transmitir dados pessoais directamente de um responsável de tratamento para outro, sempre que tecnicamente possível e, quando o faça, não afecte os direitos e liberdades de outros.

A fim de reivindicar o direito à portabilidade de dados, o titular dos dados pode, a qualquer momento, entrar em contacto com qualquer funcionário da Kardex AG.

g) Direito de oposição

Cada titular de dados tem o direito, conferido pelo legislador europeu, de se opor, a qualquer momento, por motivos relacionados com a sua situação particular, ao tratamento de dados pessoais que lhe digam respeito, baseado nas alíneas e) ou f) do artigo 6º, nº 1, do RGPD. Isto também se aplica à criação de perfis com base nessas disposições.

A Kardex AG deixará de processar os dados pessoais em caso de oposição, a menos que seja possível demonstrar razões legítimas para o tratamento que se sobreponham aos interesses, direitos e liberdades do titular dos dados, ou para o estabelecimento, exercício ou defesa de acções judiciais.

Se a Kardex AG processar dados pessoais para fins de marketing directo, o titular dos dados terá o direito de se opor, a qualquer momento, ao tratamento de dados pessoais que lhe digam respeito para tais acções de marketing. Isso se aplica também à definição de perfil, na medida em que esteja relacionado com esse marketing directo. Se o titular dos dados fizer objecção ao tratamento de dados pessoais para fins de marketing junto à Kardex AG, a Kardex AG não processará mais os dados pessoais para esses fins.

Além disso, o titular dos dados tem o direito, por motivos relacionados com a sua situação particular, de se opor ao tratamento de dados pessoais, por parte da Kardex AG, relativos a fins de investigação científica ou histórica, ou para fins estatísticos, nos termos do nº 1 do artigo 89º, do RGPD, a menos que o tratamento seja necessário para o desempenho de uma tarefa de interesse público.

A fim de exercer o direito de oposição, o titular dos dados pode entrar em contacto directamente com qualquer funcionário da Kardex AG ou outro funcionário. Além disso, o titular de dados é livre, no contexto da utilização dos serviços da sociedade da informação, não obstante a Directiva 2002 / 58 / EC, para exercer o seu direito de oposição por meio de procedimentos automatizados que utilizem especificações técnicas.

h) Tomada de decisão individual automatizada, incluindo definição de perfis

Cada titular de dados tem o direito concedido pelo legislador europeu de não ser objecto de uma decisão baseada exclusivamente no tratamento automatizado, incluindo a definição de perfis, a qual produza efeitos jurídicos sobre si ou que de igual modo o afecte, desde que esta decisão (1) não seja necessária para celebrar ou executar um contrato entre o titular dos dados e um responsável pelo tratamento de dados, ou (2) esteja autorizada pela legislação da União ou dos Estados-Membros, à qual o responsável está sujeito, e esta legislação contenha medidas adequadas para salvaguardar os direitos e liberdades, bem como os interesses legítimos do titular dos dados, ou (3) se baseie no consentimento explícito do titular dos dados.

Se a decisão (1) for necessária para a celebração ou execução de um contrato entre o titular dos dados e um responsável pelo tratamento de dados ou (2) se basear no consentimento explícito do titular dos dados, a Kardex AG tomará medidas adequadas para salvaguardar os direitos e liberdades do titular dos dados e os seus legítimos interesses, pelo menos o direito de obter intervenção humana por parte do responsável pelo tratamento, para expressar o seu ponto de vista e contestar a decisão.

Se o titular dos dados desejar exercer os direitos relativos à tomada de decisão individual automatizada, poderá, a qualquer momento, entrar em contacto com qualquer funcionário da Kardex AG.

i) Direito de retirar o consentimento de protecção de dados

Cada titular de dados tem o direito conferido pelo legislador europeu de retirar a qualquer momento o seu consentimento para o tratamento dos seus dados pessoais.

Se o titular dos dados desejar exercer o direito de retirar o consentimento, poderá, a qualquer momento, entrar em contacto com qualquer funcionário do responsável pelo tratamento de dados.

9. Protecção de dados em candidaturas e procedimentos de candidatura

O responsável pelo tratamento dos dados recolherá e processará os dados pessoais dos requerentes para efeitos de processamento do procedimento de candidatura. O tratamento também pode ser realizado electronicamente. Esse é o caso, em particular, se um solicitante enviar os documentos de candidatura correspondentes electronicamente para o responsável pelo tratamento de dados por e-mail ou por meio de um formulário on-line, por exemplo. Se o responsável pelo tratamento de dados concluir um contrato de trabalho com um candidato, os dados enviados serão armazenados com a finalidade de processar a relação de trabalho, em conformidade com os requisitos legais. Se nenhum contrato de trabalho for celebrado pelo responsável pelo tratamento de dados com o candidato, os documentos da candidatura serão apagados automaticamente após a notificação da decisão de recusa, desde que o apagamento dos dados não se oponha a nenhum outro interesse legítimo por parte do responsável pelo tratamento. Neste sentido, é considerado também interesse legítimo, por exemplo, um ónus probatório em procedimentos sob a Lei Geral de Tratamento Igualitário (AGG).

10. Política de privacidade sobre uso e aplicação de AddThis

Neste sítio, o responsável pelo tratamento de dados integrou componentes da empresa AddThis. AddThis é um chamado provedor de bookmarking. O serviço permite um bookmarking simplificado de páginas da Internet através de botões. Ao passar com o rato sobre o componente AddThis ou clicando sobre ele, será exibida uma lista de serviços de bookmarking e compartilhamento. AddThis é usado em mais de 15 milhões de sítios e os botões são exibidos, de acordo com as informações do operador, mais de 20 bilhões de vezes por ano.

A empresa operadora do AddThis é a AddThis, Inc. 1595 Spring Hill Road, Suite 300, Viena, VA 22182, EUA.

Ao chamar uma das páginas individuais deste sítio, que é operado pelo responsável pelo tratamento de dados e ao qual um componente AddThis foi integrado, o navegador da Internet é automaticamente solicitado no sistema de tecnologia de informação do titular dos dados, pelo respectivo componente AddThis, para carregar dados do sítio www.addthis.com. No âmbito deste procedimento técnico, o AddThis recebe informações sobre a visita e sobre as páginas individuais deste sítio que foram concretamente utilizadas pelo titular de dados com a ajuda do sistema de tecnologia da informação. Além disso, o AddThis recebe informações sobre o endereço IP do sistema de computador usado pelo titular dos dados, atribuído pelo fornecedor de acesso à Internet (ISP), sobre o tipo de navegador, o idioma do navegador, o sítio visitado antes da chamada do nosso sítio, a data, bem como o horário da visita ao nosso sítio. AddThis usa esses dados para criar perfis de usuários anónimos. Os dados e as informações transmitidos dessa forma ao AddThis permitem que a empresa AddThis, bem como as afiliadas ou suas empresas parceiras, direccionem aos visitantes dos sítios do responsável pelo tratamento de dados publicidade personalizada e baseada em interesses.

O AddThis exibe publicidade personalizada e baseada em interesses mediante um cookie definido pela empresa. Este cookie analisa o comportamento de navegação individual do sistema de computador usado pelo titular dos dados. O cookie armazena as visitas de saída do sistema de computador de sítios da Internet.

O titular dos dados pode, a qualquer momento, como já mencionado acima, recusar-se a utilizar cookies através do nosso sítio, activando a respectiva configuração do seu navegador da Internet, a qual lhe permite recusar permanentemente a utilização de cookies. Essa configuração do navegador usado da Internet também impediria que o AddThis pudesse definir um cookie no sistema de tecnologia da informação do titular de dados. Além disso, os cookies já configurados pelo AddThis podem ser excluídos a qualquer momento através de um navegador da Internet ou de outros programas de software.

O titular dos dados também tem a possibilidade de se opor permanentemente ao tratamento de dados pessoais por parte do AddThis. Para este efeito, o titular dos dados deve clicar no botão de desactivação através do link http://www.addthis.com/privacy/opt-out, que define um cookie de exclusão. O cookie de desactivação utilizado para este fim é colocado no sistema de tecnologia da informação utilizado pelo titular dos dados. Se o titular dos dados excluir os cookies de seu sistema, o mesmo deverá acessar novamente o link e definir um novo cookie de desactivação.

Com a configuração do cookie de desactivação, no entanto, existe a possibilidade de que os sítios do responsável pelo tratamento não sejam mais totalmente utilizáveis ​​pelo titular dos dados.

As disposições aplicáveis de protecção de dados do AddThis podem ser acessadas em http://www.addthis.com/privacy/privacy-policy.

11. Política de privacidade para uso e aplicação do Google Analytics (com recurso de anonimização)

Neste sítio, o responsável pelo tratamento de dados integrou o componente do Google Analytics (com função de anonimização). O Google Analytics é um serviço de análise da Web. A análise da Web é a recolha, compilação e análise de dados sobre o comportamento dos visitantes dos sítios na Internet. Entre outras coisas, um serviço de análise da Web recolhe dados sobre de que sítios da Intenet um titular de dados chegou a um determinado sítio (os chamados referers), sobre as subpáginas do sítio que foram visitadas, ou qual a frequência e duração de permanência numa subpágina que foi visualizada. A análise da Web é usada principalmente para a optimização de um sítio e para realizar uma análise de custo-benefício da publicidade na Internet.

A empresa operadora do componente Google Analytics é a Google Inc., 1600 Amphitheatre Pkwy, Mountain View, CA 94043-1351, EUA.

Para a análise da web por meio do Google Analytics, o responsável pelo tratamento usa a extensão "_gat. _anonymizeIp". Por meio desta extensão, o endereço IP da conexão de Internet do titular dos dados é abreviado e anonimizado pelo Google quando o acesso ao nosso sítio for realizado a partir de um Estado-Membro da União Europeia ou de outro signatário do Acordo sobre o Espaço Económico Europeu.

O objectivo do componente do Google Analytics é analisar os fluxos de visitantes em nosso sítio. Entre outras coisas, o Google usa os dados e informações obtidas para avaliar o uso do nosso sítio e para elaborar relatórios on-line sobre as actividades em nossos sítios, e para fornecer mais serviços relacionados com o uso de nosso sítio na Internet.

O Google Analytics coloca um cookie no sistema de tecnologia da informação do titular dos dados. A definição de cookies já foi explicada acima. Com a configuração do cookie, o Google está habilitado a analisar o uso do nosso sítio. Ao chamar uma das páginas individuais deste sítio, que é operado pelo responsável pelo tratamento de dados e ao qual um componente Google Analytics foi integrado, o navegador da Internet é automaticamente solicitado no sistema de tecnologia de informação do titular dos dados, pelo respectivo componente Google Analytics, a enviar dados ao Google para fins de análise on-line. Durante o curso deste procedimento técnico, o Google é informado sobre os dados pessoais, como o endereço IP do titular dos dados, os quais servem para que o Google possa entender a origem dos visitantes e dos cliques e, consequentemente, possibilitar o cálculo de provisões.

O cookie é usado para armazenar informações pessoais, como o tempo de acesso, a localização a partir da qual o acesso foi feito e a frequência de visitas no nosso sítio pelo titular dos dados. Durante cada visita ao nosso sítio da Internet, esses dados pessoais, incluindo o endereço IP de acesso à Internet utilizado pelo titular dos dados, serão transmitidos ao Google nos Estados Unidos da América. Esses dados pessoais são armazenados pelo Google nos Estados Unidos da América. O Google transfere para terceiros os dados pessoais recolhidos por meio deste processo técnico.

O titular dos dados pode, a qualquer momento, como já mencionado acima, recusar-se a utilizar cookies através do nosso sítio, activando a respectiva configuração do seu navegador da Internet, a qual lhe permite recusar permanentemente a utilização de cookies. Essa configuração do navegador usado da Internet também impediria que o Google pudesse definir um cookie no sistema de tecnologia da informação do titular de dados. Além disso, os cookies já configurados pelo Google Analytics podem ser excluídos a qualquer momento através de um navegador da Internet ou de outros programas de software.

O titular dos dados tem também a opção de contestar e impedir a recolha de dados gerados pelo Google Analytics para o uso deste sítio e o tratamento desses dados pelo Google. Para tal, o titular de dados deve carregar e instalar um complemento de navegador no link tools.google.com/dlpage/gaoptout. Esse complemento de navegador informa ao Google Analytics, por meio do JavaScript, que nenhum dado e informações sobre visitas ao sítio podem ser transmitidos ao Google Analytics. A instalação do complemento de navegador é considerada pelo Google como uma incoerência. Se o sistema de tecnologia da informação do titular de dados for posteriormente excluído, formatado ou reinstalado, o titular dos dados deverá reinstalar o complemento do navegador para desactivar o Google Analytics. Contanto que o complemento do navegador seja desinstalado ou desactivado pelo titular dos dados, ou por qualquer outra pessoa que seja atribuível à sua esfera de competência, há a possibilidade de reinstalar ou reactivar os complementos do navegador.

Mais informações e a política de privacidade do Google podem ser obtidas em https://www.google.com/intl/pt-BR/policies/privacy/ e em http://www.google.com/analytics/terms/us.html. O Google Analytics é explicado com mais detalhes em https://www.google.com/intl/de_de/analytics/.

12. Política de privacidade sobre uso e aplicação do Google Remarketing

Neste sítio, o responsável pelo tratamento de dados integrou serviços do Google Remarketing. O Google Remarketing é um recurso do Google AdWords que permite a uma empresa exibir publicidade para usuários da Internet que já estiveram anteriormente no sítio da empresa. A integração do Google Remarketing permite, dessa forma, que uma empresa crie publicidade baseada no usuário e, assim, exiba anúncios relevantes para o interesse dos usuários da Internet.

A empresa operadora dos serviços do Google Remarketing é a Google Inc., 1600 Amphitheatre Pkwy, Mountain View, CA 94043-1351, EUA.

O objectivo do Google Remarketing é a inserção de publicidade relevante para os interesses dos usuários. O Google Remarketing nos permite exibir anúncios, na rede do Google ou em outros sítios, os quais são baseados nas necessidades individuais e interesses dos usuários da Internet.

O Google Remarketing coloca um cookie no sistema de tecnologia da informação do titular dos dados. A definição de cookies já foi explicada acima. Com a configuração do cookie, o Google poderá reconhecer o visitante do nosso sítio, quando este visitar posteriormente sítios da Internet que também sejam membros da rede de anúncios do Google. A cada visita a um sítio da Internet em que o serviço do Google Remarketing foi integrado, o navegador do titular de dados é identificado automaticamente pelo Google. Durante o curso deste procedimento técnico, o Google é informado sobre os dados pessoais, como o endereço IP ou o comportamento de navegação do titular dos dados, os quais o Google, entre outras coisas, usa para exibir publicidade relevante para o interesse dos usuários.

O cookie é usado para armazenar informações pessoais, como os sítios visitados pelo titular dos dados. Durante cada visita ao nosso sítio da Internet, esses dados pessoais, incluindo o endereço IP de acesso à Internet utilizado pelo titular dos dados, serão transmitidos ao Google nos Estados Unidos da América. Esses dados pessoais são armazenados pelo Google nos Estados Unidos da América. O Google transfere para terceiros os dados pessoais recolhidos por meio deste processo técnico.

O titular dos dados pode, a qualquer momento, como já mencionado acima, recusar-se a utilizar cookies através do nosso sítio, activando a respectiva configuração do seu navegador da Internet, a qual lhe permite recusar permanentemente a utilização de cookies. Essa configuração do navegador usado da Internet também impediria que o Google pudesse definir um cookie no sistema de tecnologia da informação do titular de dados. Além disso, os cookies já configurados pelo Google Analytics podem ser excluídos a qualquer momento através de um navegador da Internet ou de outros programas de software.

O titular dos dados tem também a oportunidade de opor-se à publicidade baseada em interesses do Google. Para este propósito, o titular dos dados deve acessar o link www.google.de/settings/ads de cada um dos navegadores da Internet visitados por ele e lá realizar as configurações desejadas.

Mais informações e a política de privacidade do Google podem ser obtidas em https://www.google.de/intl/de/policies/privacy/.

13. Política de privacidade sobre uso e aplicação do Google-AdWords

Neste sítio, o responsável pelo tratamento de dados integrou serviços do Google AdWords. O Google AdWords é um serviço de publicidade na Internet que permite ao anunciante inserir anúncios nos resultados dos mecanismos de pesquisa do Google e na rede de publicidade do Google. O Google AdWords permite que um anunciante predefina determinadas palavras-chave, com a ajuda das quais seja inserido um anúncio nos resultados de pesquisa do Google, que só será exibido quando o usuário fizer a busca de um resultado de pesquisa relacionado à palavra-chave no mecanismo de pesquisa. Na Rede de publicidade do Google, os anúncios são distribuídos em sítios relevantes da Web, usando um algoritmo automático e levando em conta as palavras-chave definidas anteriormente.

A empresa operadora dos serviços do Google AdWords é a Google Inc., 1600 Amphitheatre Pkwy, Mountain View, CA 94043-1351, EUA.

O objectivo do Google AdWords é a promoção do nosso sítio através da inclusão de publicidade relevante nos sítios de terceiros e nos resultados dos mecanismos de busca do Google, bem como a inserção de publicidade de terceiros no nosso sítio.

Se um titular de dados chegar ao nosso sítio por meio de um anúncio do Google, um chamado cookie de conversão será armazenado pelo Google no sistema de tecnologia da informação do titular dos dados. A definição de cookies já foi explicada acima. Um cookie de conversão perde a validade após trinta dias e não é usado para identificar o titular dos dados. Através do cookie de conversão, contanto que o cookie ainda não tenha perdido a validade, será identificado, por exemplo, se determinadas subpáginas, como o carrinho de compras de um sistema de compras on-line, foram acessadas em nosso sítio. Por meio do cookie de conversão, tanto o responsável pelo tratamento como o Google podem identificar se um titular de dados que chegou ao nosso sítio por meio de um anúncio do Google AdWords gerou vendas, ou seja, concluiu ou cancelou uma operação de compra.

Os dados e informações recolhidos por meio do uso do cookie de conversão são usados pelo Google para criar estatísticas de visitas para o nosso sítio. Essas estatísticas de visita são usadas para determinar o número total de usuários que nos foram enviados por meio de anúncios do Google AdWords, ou seja, para determinar o sucesso ou o fracasso de cada anúncio do Google AdWords, e para optimizar nossos anúncios do Google AdWords no futuro. Nem nossa empresa nem qualquer outro anunciante do Google AdWords recebem informações do Google que possam identificar o titular dos dados.

O cookie de conversão é usado para armazenar informações pessoais, como os sítios visitados pelo titular dos dados. Durante cada visita ao nosso sítio da Internet, esses dados pessoais, incluindo o endereço IP de acesso à Internet utilizado pelo titular dos dados, serão transmitidos ao Google nos Estados Unidos da América. Esses dados pessoais são armazenados pelo Google nos Estados Unidos da América. O Google transfere para terceiros os dados pessoais recolhidos por meio deste processo técnico.

O titular dos dados pode, a qualquer momento, como já mencionado acima, recusar-se a utilizar cookies através do nosso sítio, activando a respectiva configuração do seu navegador da Internet, a qual lhe permite recusar permanentemente a utilização de cookies. Essa configuração do navegador usado da Internet também impediria que o Google pudesse definir um cookie de conversão no sistema de tecnologia da informação do titular de dados. Além disso, os cookies já configurados pelo Google AdWords podem ser excluídos a qualquer momento através de um navegador da Internet ou de outros programas de software.

O titular dos dados tem também a oportunidade de opor-se à publicidade baseada em interesses do Google. Para este propósito, o titular dos dados deve acessar o link www.google.de/settings/ads de cada um dos navegadores da Internet visitados por ele e lá realizar as configurações desejadas.

Mais informações e a política de privacidade do Google podem ser obtidas em https://www.google.de/intl/de/policies/privacy/.

14. Política de Privacidade para uso e aplicação do Jetpack para WordPress

Neste sítio, o responsável pelo tratamento de dados integrou Jetpack. Jetpack é um plugin para WordPress que fornece recursos adicionais para o operador de um sítio na Internet que se baseia no WordPress. O Jetpack permite ao operador do sítio, entre outras coisas, obter uma visão geral dos visitantes do sítio. Ao exibir contribuições e publicações relacionadas, ou através da possibilidade de compartilhar conteúdos na página, também é possível aumentar o número de visitantes. Além disso, os recursos de segurança estão integrados ao Jetpack, portanto, um sítio que usa o Jetpack está mais protegido contra ataques de força bruta. O Jetpack também optimiza e acelera o carregamento de imagens integradas no sítio.

A empresa operadora do Jetpack Plugin para WordPress é a Automattic Inc., 132 Hawthorne Street, São Francisco, CA 94107, EUA. A empresa operadora usa a tecnologia de rastreamento da Quantcast Inc., 201 Third Street, São Francisco, CA 94103, EUA.

O Jetpack coloca um cookie no sistema de tecnologia da informação do titular dos dados. A definição de cookies já foi explicada acima. Ao chamar uma das páginas individuais deste sítio, que é operado pelo responsável pelo tratamento de dados e ao qual um componente Jetpack foi integrado, o navegador da Internet é automaticamente solicitado no sistema de tecnologia de informação do titular dos dados, pelo respectivo componente Jetpack, a enviar dados à Automattic para propósitos de análise. Durante o curso deste procedimento técnico, a Automattic é informada sobre os dados usados ​​para criar posteriormente uma visão geral das visitas ao sítio. Os dados obtidos desta forma servem para a análise do comportamento do titular dos dados que teve acesso ao sítio da Internet do responsável pelo tratamento, e são avaliados com o objectivo de optimizar o sítio. Os dados recolhidos através do componente Jetpack não serão utilizados para identificar o titular dos dados sem a prévia obtenção de um consentimento separado e expresso por parte do titular dos dados. Os dados também tomam conhecimento da Quantcast. A Quantcast usa os dados para os mesmos propósitos da Automattic.

O titular dos dados pode, a qualquer momento, como já mencionado acima, recusar-se a utilizar cookies através do nosso sítio, activando a respectiva configuração do seu navegador da Internet, a qual lhe permite recusar permanentemente a utilização de cookies. Essa configuração do navegador usado da Internet também impediria que a Automattic/Quantcast pudesse definir um cookie no sistema de tecnologia da informação do titular de dados. Além disso, os cookies já configurados pela Automattic podem ser excluídos a qualquer momento através de um navegador da Internet ou de outros programas de software.

O titular dos dados tem também a possibilidade de contestar e impedir a recolha de dados gerados pelo cookie do Jetpack para serem usados neste sítio, bem como o tratamento desses dados pela Automattic/Quantcast. Para este efeito, o titular dos dados deve clicar no botão de exclusão através do link www.quantcast.com/opt-out/, que define um cookie de exclusão. O cookie de exclusão utilizado para este fim é colocado no sistema de tecnologia da informação utilizado pelo titular dos dados. Se o titular dos dados excluir os cookies de seu sistema, o mesmo deverá acessar novamente o link e definir um novo cookie de desactivação.

Com a configuração do cookie de desactivação, no entanto, existe a possibilidade de que os sítios do responsável pelo tratamento não sejam mais totalmente utilizáveis ​​pelo titular dos dados.

A política de privacidade aplicável da Automattic está disponível em https://automattic.com/privacy/. A política de privacidade aplicável da Quantcast está disponível em https://www.quantcast.com/privacy/.

15. Política de privacidade do uso e aplicação de Shariff

Neste sítio, o responsável pelo tratamento de dados integrou o componente Shariff. O componente Shariff fornece botões de mídia social que estão em conformidade com a lei de protecção de dados. O componente Shariff foi desenvolvido para a revista de computação alemã c't e é publicado pela GitHub, Inc.

O desenvolvedor do componente é a GitHub, Inc. 88 Colin P. Kelly Júnior Street, São Francisco, CA 94107, EUA.

Quando um titular de dados visita um sítio, no qual foi integrado um botão de mídia social, as soluções de botão fornecidas pelas redes sociais já transmitem normalmente dados pessoais para a respectiva rede social. Ao usar o componente Shariff, os dados pessoais são transferidos apenas para redes sociais, quando o visitante de um sítio da Internet accionar activamente um dos botões de mídia social. Mais informações sobre o componente Shariff podem ser encontradas na revista de computação c't em http://www.heise.de/newsticker/meldung/Datenschutz-und-Social-Media-Der-ct-Shariff-ist-im-Einsatz -2470103.html. O uso do componente Shariff destina-se a proteger os dados pessoais dos visitantes do nosso sítio, bem como nos permite integrar uma solução de botão para as redes sociais neste sítio da Internet.

Mais informações e a política de privacidade do GitHub podem ser obtidas em https://help.github.com/articles/github-privacy-policy/.

16. Política de privacidade do uso e aplicação de HubSpot

Nosso sítio usa a Hubspot, uma empresa terceirizada, para automação de marketing. A Hubspot define cookies que rastreiam a interacção de um usuário com o nosso sítio. A Hubspot recolhe também informações fornecidas pelo navegador, como as regiões derivadas, endereços IP e visitas repetidas. Os usuários permanecem anónimos, a menos que o usuário tenha enviando um formulário fornecendo informações pessoais. Para obter mais informações sobre cookies Hubspot e sobre como usá-los, consulte a Política de Privacidade da Hubspot em https://legal.hubspot.com/privacy-policy

17. Base jurídica para o tratamento de dados

O artigo 6º, (1), alínea a), do RGPD serve à nossa empresa como base legal para operações de tratamento de dados, para os quais obtemos consentimento com um propósito de processamento específico. Se o tratamento de dados pessoais for indispensável para a execução de um contrato no qual o titular dos dados é parte contraente, como é o caso, por exemplo, das operações de processamento, necessárias para o fornecimento de bens, ou de qualquer outro serviço ou contrapartida, o tratamento é feito com base no artigo 6º, (1), alínea c) do RGPD. O mesmo se aplica às operações de processamento que são necessárias para a execução de medidas pré-contratuais, por exemplo, em casos de consultas sobre nossos produtos ou serviços. Se a nossa empresa estiver sujeita a uma obrigação legal que exige o tratamento de dados pessoais, como é o caso do cumprimento de obrigações fiscais, o processamento é baseado no artigo 6º, (1), alínea c) do RGPD. Em casos raros, o tratamento de dados pessoais pode ser necessário para proteger os interesses vitais do titular dos dados ou de outra pessoa singular. Este seria o caso, por exemplo, se um visitante fosse ferido em nossas instalações e seu nome, idade, dados do seguro de saúde ou outras informações vitais tivessem que ser repassados para um médico, hospital ou terceiros. Então o tratamento seria baseado no Art. 6º, (1) alínea d), do RGPD. Por fim, as operações de processamento poderiam basear-se no Art. 6º (1) alínea f), do RGPD. Esta base jurídica é utilizada para operações de processamento que não são abrangidas por qualquer um dos fundamentos jurídicos acima referidos, se o tratamento for necessário para salvaguardar os interesses legítimos de nossa empresa ou de um terceiro, a menos que os interesses, direitos fundamentais e liberdades fundamentais da pessoa em causa prevaleçam. Tais operações de processamento nos são, portanto, particularmente permitidas porque foram mencionadas de forma especificada pelo legislador europeu. Este considera que um interesse legítimo poderia ser assumido, caso o titular dos dados for um cliente do responsável pelo tratamento (Considerando 47, segunda frase, do RGPD).

18. Interesses legítimos no tratamento de dados prosseguidos pelo responsável pelo tratamento ou por um terceiro

Se o tratamento de dados pessoais se baseia no artigo 6º (1) alínea f), do RGPD, o nosso interesse legítimo é realizar negócios em favor do bem-estar de todos os nossos funcionários e accionistas.

19. Período de armazenamento dos dados pessoais

O critério utilizado para determinar o período em que os dados pessoais serão armazenados é o respectivo período de retenção legal. Após expiração do prazo, os dados correspondentes são eliminados de forma rotineira, desde que não sejam mais necessários para o cumprimento do contrato ou negociação contratual.

20. Disposições legais ou contratuais para o fornecimento de dados pessoais; Requisito necessário para celebrar um contrato; Obrigação do titular dos dados de fornecer os dados pessoais; possíveis consequências pelo não fornecimento de dados.

Esclarecemos que o fornecimento de informações pessoais é, em parte, exigido por lei (por exemplo, regulamentos fiscais) ou pode resultar de acordos contratuais (por exemplo, informações sobre a parte contraente). Ocasionalmente pode ser necessário concluir um contrato, em que o titular dos dados nos forneça dados pessoais, que devem ser posteriormente tratados ​​por nós. O titular dos dados é obrigado, por exemplo, a nos fornecer dados pessoais quando a nossa empresa assina um contrato com ele. O não fornecimento dos dados pessoais significaria que o contrato com a pessoa em questão poderia não ser concluído. Antes da disponibilização dos dados pessoais pelo titular dos dados, o titular dos dados deve entrar em contacto com um de nossos funcionários. O funcionário esclarece ao titular dos dados os referentes casos individuais: se o fornecimento dos dados pessoais é exigido por lei ou contrato, se é necessário para a conclusão do contrato, se existe uma obrigação de fornecer os dados pessoais e as consequências da não disponibilização dos dados pessoais.

21. Existência de tomada de decisão automatizada

Como uma empresa responsável, não utilizamos tomadas de decisão ou definição de perfis automáticos.

Esta Política de Privacidade foi gerada pelo Gerador de Política de Privacidade da Associação Alemã de Proteção de Dados (DGD - Deutsche Gesellschaft für Datenschutz GmbH), que actua como Responsável Externo pela Protecção de Dados na Baixa Francónia, e desenvolvida em cooperação com os Advogados de Protecção de Dados do Escritório de Advocacia WILDE BEUGER SOLMECKE | Advogados.

 

 

Com o objectivo de disponibilizar-lhe um ótimo serviço, esta página de internet utiliza cookies. Ao visitar a nossa página de internet, expressa o seu consentimento para esta característica. Para mais informações consulte, por favor, a nossa Declaração de privacidade de dados.

OK